Decorfloridos

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

Blogagem coletiva de natal

O motivo desta blogagem, promovida pela amiga Orvalho do céu do blog http://www.idade-espiritual.com.br/2012/12/iii-blogagem-coletiva-de-natal.html, é lembrar apenas das alegrias desse ano e olharmos para traz e ver onde a Sabedoria atuou e fez a diferença.

A primeira coisa importante pra mim é celebrar a vida, e viver a cada dia, a cada instante com  o meu ser totalmente entregue , principalmente na hora das decisões, pensando e sentindo: " já não sou eu quem vive, mas é Ele que vive em mim. Quando sinto faltara as forças, pensar, não preciso de forças, Ele é a força propulsora necessária.
Minha alegria vem, além da Sabedoria que atua e faz a diferença, da Providência que chega no momento certo e diz, viu?, você não deveria ter se preocupado, e não era do jeito que você esperava que Eu sei agir.
Hoje oque eu tenho que se torna importante e traz alegrias pra mim , não é nada de fora, não é nada de outrem, é de mim mesmo, é de minhas escolhas, de minhas buscas, de minha espiritualidade, do meu eu se sentir forte Nele.
Tive muito poucas alegrias no passado, muito mais tristezas, foram precisas muitas descobertas, muita reflexão, muita busca de libertação, pra hoje eu poder dizer que não possso esperar de ninguém aquilo que eu mesmo não tenho pra me dar.
As alegrias presentes veem de amigas como Orvalho do Céu com suas mensagens de carinho e perseverança pra gente, e de tantos outros amigos que encontrei por aqui, vem do trabalho que faço hoje que me faz feliz e faz sentir recompensada e reconhecida.
O que deve acontecer pra que eu seja feliz é que eu tenha autonomia para fazer minhas próprias escolhas, não importando se isso vai resultar em uma queda mais ali na frente, porque eu terei a certeza, que se eu cair, eu vou levantar e seguir, talvez não sorrindo no momento, mas sabendo, que sempre depois da tempestade vem a bonança.









Enfim, eu acho que imagens falam muito mais do que palavras. Alegria, alegria de viver. E Deus criou todas as coisas, e viu que era muito bom.













Postar um comentário